Quinta, 25 de Julho de 2024
26°

Tempo limpo

Teresina, PI

Senado Federal Senado Federal

Sancionada criação do Dia Nacional do Hematologista e do Hemoterapeuta

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a Lei 14.919 , que cria o Dia Nacional do Hematologista e do Hemoterapeuta. A norma foi publicada ...

08/07/2024 às 11h57
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
Data homenageia profissionais da medicina que atuam no diagnóstico, tratamento e prevenção de doenças do sangue - Foto: Carol Garcia/GOVBA
Data homenageia profissionais da medicina que atuam no diagnóstico, tratamento e prevenção de doenças do sangue - Foto: Carol Garcia/GOVBA

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a Lei 14.919 , que cria o Dia Nacional do Hematologista e do Hemoterapeuta. A norma foi publicada noDiário Oficial da Uniãodesta segunda-feira (8).

De acordo com o texto, a homenagem deve ocorrer anualmente no dia 29 de outubro. A data é uma referência à fusão da Sociedade Brasileira de Hematologia e do Colégio Brasileiro de Hematologia, ocorrida em 2008. A união das duas entidades deu origem à Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH).

A nova lei é resultado do Projeto de Lei (PL) 3.466/2023 , da Câmara dos Deputados. A matéria foi aprovada pelo Senado no dia 18 de junho e enviada à sanção presidencial. A relatora da proposição na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) foi a senadora Zenaide Maia (PSD-RN), que defendeu a aprovação do projeto.

Em seu relatório, Zenaide afirmou que hematologistas e hemoterapeutas desempenham um papel fundamental na promoção da saúde. Ela lembrou que, além de atuarem no diagnóstico, tratamento e prevenção das doenças relacionadas às células sanguíneas e a outros compostos do sangue, os profissionais são essenciais em toda a cadeia que envolve a coleta e doação de sangue, de seus componentes e hemoderivados, "contribuindo para garantir a segurança e a qualidade dos procedimentos e produtos a eles relacionados, em especial para suas aplicações terapêuticas".

"Muitas doenças que envolvem os componentes do sangue, que até poucos anos atrás apresentavam alta taxa de mortalidade, hoje são curáveis graças à dedicação de hematologistas e hemoterapeutas que se dedicam incansavelmente à luta contra esses agravos", ressaltou a relatora.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários